Seu Internet Explorer está desatualizado

Para uma melhor visualização do site, utilize a mais nova versão ou escolha outro navegador.

Notícias » Polícia

29/08/2013 - 13:46 - Fonte: Gazeta de Araçuai

Jovens de Ponto dos Volantes mataram e queimaram taxista de Padre Paraiso

O crime revoltou os habitantes das duas cidades

Foto: Toninho de Baiano Jovens de Ponto dos Volantes mataram e queimaram taxista de Padre Paraiso
Um menor de 15 anos indicou onde o corpo de Milton Vieira Lopes (foto) estava enterrado

 

Foi sepultado na manhã desta quinta-feira, (29)em Padre Paraíso, no Vale do Jequitinhonha (MG) o corpo do taxista, Milton Vieira Lopes, de 43 anos.

 

 

 

Ele estava desaparecido  daquela cidade, desde a tarde de segunda-feira,(26) após um grupo de quatro jovens fretar seu carro para fazer uma corrida até a cidade vizinha de Ponto dos Volantes, onde o carro foi localizado no dia seguinte, caído em um mata-burros de uma comunidade rural, conhecida como Fogueteiros.

 

 

A saída do taxista foi gravada por imagens de câmeras de circuito interno, próximas à rodoviária,  o que possibilitou às polícias  civil e militar de Itaobim , Ponto dos Volantes e Padre Paraíso, localizar os criminosos, após intenso trabalho de investigação.

 

 

 

Todos são residentes na cidade de Ponto dos Volantes. Entre eles, três adolescentes e dois maiores.

 

 

 

O menor R.F.A, de 15 anos confessou toda a trama e a participação no assassinato do taxista, juntamente com mais dois menores de 16 e 17 anos. Eles disseram ainda  que outros dois homens, identificados como Gilvan Luiz Rodrigues, de 21 anos e Wagner Kaik dos Santos, de 20, também colaboraram no crime. De acordo com os policiais, Gilvan tentou fugir e ainda agrediu os policiais com socos e pontapés.

 

 

 

A polícia está a procura de Wagner Kaik que segundo informações fugiu para a cidade de Divisa Alegre, também no Vale do Jequitinhonha.

 

 

 

Crime bárbaro com requintes de crueldade

 

 

A crueldade com que o taxista foi morto, chocou e revoltou os habitantes das cidades de Padre Paraíso e Ponto dos Volantes.

 

 

Foi o  adolescente R. F.A, de 15 anos quem indicou, na terça-feira (27) o local onde ele, Gilvan Luiz e um outro menor de 17 anos assassinaram, queimaram e enterraram o corpo de Milton Vieira, próximo a um local onde está sendo construído um aeroporto, em Ponto dos Volantes.

 

 

 O lugar  fica a cerca de 3 km da casa dos envolvidos.  O corpo que estava carbonizado e sem uma das pernas,  foi removido por um perito da Delegacia Regional de Pedra Azul.

 

 

O rapaz de 17 anos negou ter matado o taxista, afirmando que foi responsável apenas pela contratação do frete.

 

 

Na delegacia de Itaobim, os jovens confessaram ter roubado R$ 600 reais do taxista que antes de morrer, segundo eles, teria oferecido R$ 50 mil para não ser morto.

 

 

Ainda de acordo com  depoimentos do grupo, o menor K.R.N, de 17 anos, foi quem atirou no taxista, utilizando um revólver calibre 32. Após os tiros ele ainda desferiu várias pauladas na cabeça de Milton Vieira. Na casa dele, foi encontrada uma bermuda  suja de sangue. O rapaz estava acompanhado de uma menor de 17 anos, residente em Itaobim. Com a garota foram encontrados 6 pinos de cocaína.

 

 

Os menores foram acompanhados até a delegacia, por uma conselheira do Conselho Tutelar de Ponto dos Volantes. Se condenados, receberão pena  de 3 anos de reclusão em uma unidade de reeducação de menores. Os outros dois rapazes, poderão ser condenados de 12 a 30 anos de prisão.

 

 

 

Milton Vieira era taxista há mais de 20 anos em Padre Paraíso. Ele deixa viúva e filhos.

 

Sérgio Vasconcelos

Repórter