18/06/2024 às 17h39min - Atualizada em 18/06/2024 às 17h39min

Escrivã da Polícia Civil de Araçuaí é condenada a 9 anos e 2 meses de prisão em regime fechado.

A Justiça condenou a 9 anos e 2 meses de prisão em regime fechado e a perda do cargo público, a escrivã Normélia Lopes Gama, (55 anos ). Por décadas ela foi lotada na Delegacia de Polícia de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha (MG), mas trabalhou ainda nas cidades de Virgem da Lapa e Pedra Azul. A decisão é de primeira instância, e a escrivã poderá recorrer  em liberdade da sentença, divulgada nesta terça-feira (18/06)e assinada pelo Juiz Nilton José Gomes Júnior, da Comarca de Araçuai.

Confira no link abaixo a decisão.

https://drive.google.com/file/d/1HeBw4k_r55ViRrCwQWdpCo-edK1TXxXS/view?usp=sharing

Contra ela pesa a denúncia,  de que,  valendo-se de sua condição de policial, inseriu dados falsos em sistemas informatizados da Polícia Civil, fraudando procedimentos envolvendo familiares dela,  e coagindo servidores da delegacia, com intuito de obter vantagem indevida. Ainda segundo a denúncia, há anos a escrivã tem desrespeitado colegas e superiores com ameaças e assédio moral, principalmente quando contrariada em seus interesses. Todas as investigações foram conduzidas pela própria Polícia Civil. A escrivã já estava em processo de afastamento, para fins de aposentadoria.

 
Em Julho do ano passado, uma decisão do  Juiz Nilton José Gomes Júnior, determinou o afastamento  da escrivã do cargo, e proibiu ela de manter contato com as testemunhas. Contudo, de acordo com o Ministério Público,  ela  vem  ameaçando as testemunhas e prometendo vingança, o que levou  o Ministério Público, pedir a prisão preventiva dela, que foi negada. 


Gazeta de Araçuaí.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetadearacuai.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp